News
Avisos:
19/10/2016

NOVO PATCH DE ATUALIZAÇÕES 6.3


12/10/2016 - KAME

imagem






[Sistema]
[Cadastros]
[Atualização]

[Parcerias]






Profile
Personal Photo

No Photo

Options
Custom Title
sekki doesn't have a custom title currently.
Personal Info
Location: No Information
Born: No Information
Website: No Information
Interests
No Information
Other Information
Statistics
Joined: 12-May 18
Status: (Offline)
Last Seen: Jun 26 2018, 12:01 AM
Local Time: Jul 19 2018, 08:55 AM
7 posts (0.1 per day)
( 0.17% of total forum posts )
Contact Information
AIM No Information
Yahoo No Information
GTalk No Information
MSN No Information
SKYPE No Information
Unread Message Message: Click here
Unread Message Email: Private
Signature

sekki

Gennin

Topics
Posts
Comments
Friends
My Content
May 12 2018, 05:42 PM
FICHA DE GENNIN

QUOTE
Nome do Usuário: Sekki
Nome do Personagem: Kobayashi Kiyoka ( Koori Chise )
Idade: 12
Sexo: Feminino
Clã: Koori (3 pts)
Rank: Gennin
Natureza: Hyuuton ( Koori )
Graduação: - (Gennins não iniciam com graduação) -


QUOTE
Aparência:

Kiyoka tem os cabelos cinzas e curtos, acima da linha dos seus ombros. Ela tem uma forma de corpo mais petite com olhos grandes e azuis, a sua altura sendo de 1,45m e pesando 40 quilos. Ela parece que vai ser levada pelo vento a qualquer momento, porém isso só a auxilia a ser mais ágil. Pele tão clara quanto a neve que tem em seu nome. Principalmente em seu torso, mas ainda sim algumas em seus braços, ela tem algumas cicatrizes em formato de cortes pelo corpo do treinamento com o seu pai ( não a pergunte sobre elas, é um tópico bem sensível ). Kiyoka sempre carrega consigo dois pingentes desde a morte da sua mãe, ambos feitos pela mãe para proteção como se fosse um tipo de amuleto, um para Kiyoka e outro para ela. ( pingente 1 e pingente 2 )

Personalidade:

A primeira vez, Kiyoka é uma pessoa quieta, prefere sempre se manter nos cantos do que chamar atenção, não somente por causa da sua personalidade mais quieta e com uma pitada de timidez, mas porque ela não quer correr o risco de descobrirem quem ela realmente é e fica mais fácil manter esse segredo se ninguém presta muita atenção nela mesmo. Tirando isso, ela é uma pessoa gentil ( ainda que assombrada por certos eventos que aconteceram em sua vida ) e tenta ajudar os outros no máximo das suas capacidades do jeito que a sua mãe lhe ensinara quando era menor. Entretanto, ela não é ingênua o suficiente para não saber quando as pessoas estão começando a abusar da sua bondade e ela vai sim falar por si mesma e há certos limites do quão boazinha ela vai ser com você.

Ela é uma pessoa que trabalha duro para conseguir as coisas que quer e não tem medo de suar e se esforçar até os limites do seu corpo e além durante os treinos ( um hábito ruim que pegou com o seu pai ). Kiyoka acredita que trabalhando duro, ela pode alcançar tudo aquilo que ela quiser e isso é um dos incentivos que faz com que ela continua treinando cada vez mais. Também um tanto perfeccionista e teimosa, somente conseguindo descansar quando atinge certas metas que coloca em sua cabeça ( e assim que ela chega nas metas, ela dobra as metas ).

Tem um grande apreço pela família mesmo que a sua não tenha sido, a partir de um ponto, exatamente convencional. Kiyoka acredita que vínculos próximos positivos de qualquer maneira são uma força mais do que uma fraqueza e por isso ela estima muito as pessoas quem ela considera próximas e faria de tudo por elas. Mas também isso faz com que Kiyoka seja um pouco seletiva com as pessoas que deixa se aproximar dela e de quem ela confia.

QUOTE
ATRIBUTOS:
Ninjutsu: 3
Genjutsu: 3
Taijutsu: 3
Bukijutsu: 3

STATUS:
HP: 100
CH: 100
ST: 100


QUOTE
CARACTERÍSTICAS ESPECIAIS:
Vantagens:

Selos com 1 mão (vantagem do clã): O ninja torna-se apto a realizar jutsus com apenas uma mão. O que o permite realizar um jutsu enquanto segura uma arma. Essa habilidade não permite ao ninja realizar 2 jutsus ao mesmo tempo.

Desvantagens:

Pesadelos (1 pt): Todas as noites eles vem e tornam seu sono um tormento. A real natureza do porque dos pesadelos pode ser conhecida ou não, o que importa é que não é fácil ter um descanso decente. Dependendo do quão "reais" os pesadelos pareçam ser, você tem dificuldade para realizar algumas tarefas durante o dia.

Identidade Trocada (1 pt): Você não é quem demonstra ser. Seja por opção própria, ou sem conhecimento de quem seja, sua real identidade não é esta e pode entrar em problemas por causa disso. Caso sua real identidade seja descoberta as conseqüências irão variar de acordo com quem você é realmente. Se quiser pode aliar a identidade trocada com amnésia e criar situações interpretativas interessantes.


QUOTE
JUTSUS:

Ninjutsus:

Henge no Jutsu: Transforma o corpo do usuário, modificando apenas sua aparência (pode-se usar pra se transformar em outra pessoa, ou algum objeto de médio-porte).

Nawanuke no Jutsu:  Jutsu feito para se livrar de cordas, algemas e coisas que possam prender as mãos do usuário.

Hyuuton Fuyu no Koe (2 pts): Inalando uma grande quantidade de ar e se concentrando o Ninja adiciona água no ar e ao expeli-lo torna essa água em minusculos cristais de gelo que podem congelar pequenas áreas.
Especial: Kooris podem usar esse jutsu sem selos.

Genjutsus:

Kai (1 pt): Desfaz Genjutsus de nível inferior ou igual ao do usuário. Caso o nível de Genjutsus de quem estiver usando o Kai for menor que o nível do usuário do Genjutsu, a ilusão não poderá ser desfeita. Entretanto existem outros métodos, dependendo do tipo de Genjutsu.

Utsusemi no Jutsu (2 pts): Um Genjutsu simples, mas que exige um bom nível de concentração para ser executado com perfeição. O usuário projeta sua voz, ou qualquer outro som que achar pertinente, em diferentes locais, podendo confundir o alvo quanto a real posição do usuário.

Taijutsus:

Kawarimi no Jutsu: Troca de corpos em alta velocidade (não é tele-transporte), onde o usuário substitui seu corpo por algum outro a fim de esquivar de ataques.

Konoha Senpuu (2 pts): Um chute giratório extremamente poderoso, que arremessa seu alvo a alguns metros de distância.

Bukijutsus:

Kage Shuriken no Jutsu (2 pts): É uma técnica simples, mas que exige muita habilidade. O ninja lança duas Shurikens ou Kunais simultaneamente e com a mesma mão. Uma das Kunais ou Shurikens vai seguir na sombra da outra (ficando referencialmente invisivel) enganando eventuais alvos sobre o ataque.

Fuuinjutsus:

Bakuretsufuu (1 pt): Um selo, o Kanji de Bakuhatsu, é colocado num objeto para criar um efeito explosivo nele. Esses selos podem ser feitos durante uma luta, mas exige o mesmo tempo de execução de um jutsu normal. Os selos feitos podem ser ativados à distância que é variável de acordo com o Genjutsu do usuário. O Kanji pode ser feito em papeis ou escrito em coisas como armaduras e paredes. Mas isso não aumenta o poder da explosão. O poder destrutivo depende do Ninjutsu do usuário e de quanto chakra é empregado no selo.

Hijutsus:

Sansatu Suishou: Usufruindo de sua Kekkei Genkai, o Koori consegue manipular a água ou o gelo do ambiente livremente. Essa manipulação gasta chakra de acordo com a quantidade de água/gelo a ser manipulada.


QUOTE
Treinos: - (Gennins não iniciam com treinos) -

Equipamentos:
- Kunais: x10
- Shurikens: x20

História:

i.

Sua mãe te dá flores.

Ela te ensina que elas florescem na primavera e vão descansar no inverno. Ela te ensina como fazê-las desabrochar explorando toda a sua beleza. Ela te ensina a cuidar delas enquanto elas ainda estão com as raízes na terra e te ensina a melhor maneira de tirá-las. Sua mãe fala que elas têm sentimentos e por isso tem que ser tratadas com cuidado, afinal, é o mínimo que vocês podem fazer para agradecê-las por serem tão bonitas e cheirosas, por trazerem o dinheiro que ela usa para comprar comida e sustentar a pequena casa que vocês moram no interior de algum país que você nunca se preocupou em perguntar o nome, a vida simples e feliz que vocês duas compartilham.

Sua mãe te dá carinho.

Afagos na cabeça, beijos na bochecha e sorrisos que fazem os cantos dos seus lábios também se curvarem para cima. Ela te abraça quando vocês vão dormir em uma maneira de compensar o cobertor fino que é o único que vocês têm nas noites de inverno e porque a cama é muito pequena para duas pessoas, mas você nunca reclama porque isso significa que você pode ouvir a vibração no peito da sua mãe enquanto ela te canta uma canção de ninar que fala sobre ancestrais de muito tempo atrás e proteção contra os monstros debaixo da sua cama.

Sua mãe te dá felicidade.

Quando vocês vão para a cidade vender as flores que plantaram e colheram. Quando ela te mostra o quão bonito até mesmo cravos podem ser. Quando ela elogia a sua comida mesmo quando você mesma sabe o quanto está ruim porque ela não quer te ver triste. Quando ela olha para você e sussurra “eu te amo, minha pequena estrela” contra o topo da sua cabeça antes de dormir. Quando ela te faz acreditar que vocês poderiam viver dessa maneira para sempre.

ii.

Seu pai te dá armas.

Ele chega em uma noite fria de inverno — o seu eu de agora não pode deixar de notar a ironia — com um olhar tão gélido quanto a noite lá fora. Ele chega com palavras que você não entende muito bem, mas sabe que elas não são boas porque a sua mãe tem o cenho franzido, porque ela te puxa para ficar atrás dela quando o olhar dele cai sobre você. Você nunca conseguiu lê-lo muito bem e por isso até hoje você não compreende totalmente o que aquele olhar carregava além de julgamento.

Você também não entende muito bem quando ele empurra a sua mãe de lado e segura o seu braço antes de colocar uma estrela de ferro na sua mão.

Seu pai te dá dor.

Hematomas. Cortes. E qualquer variação deles. Ele te dá cansaço. O treinamento é árduo e rígido. Você questiona mais de uma vez o motivo de tudo isso, o motivo de você não poder voltar para como era antes dele chegar, o motivo que você tem que treinar daquela maneira se você não planeja lutar contra ninguém, se a sua única ocupação é vender flores no centro de uma cidade pequena. Ele não te dá uma resposta ou, pelo menos, uma resposta que responda a sua pergunta já que ele simplesmente reforça o nível do treinamento mais ainda.

Ele também te dá lágrimas— essas que se misturam com as da sua mãe quando ela faz o curativo nos seus ferimentos, quando ela te consola com lábios trêmulos pressionados contra a sua têmpora enquanto sussurra promessas que vocês duas sabem que não serão cumpridas, mas você, como criança, admite alimentar as suas esperanças mesmo que seja em vão.

Seu pai te dá luto.

Quando ele sai com você para os seus treinos matinais e a sua mãe vai pra cidade sozinha vender flores. Quando ele falha em proteger vocês duas dos assassinos que estão à espreita perto da pequena casa que vocês moram. Quando sua bochecha fica tingida de vermelho quando sua mãe é atingida por uma espada que estava mirada em você. Quando suas mãos são manchadas de vermelho de quando você tenta pressionar o ferimento do mesmo jeito que o seu pai tinha ensinado mas suas mãos são muito pequenas e a única coisa que você sente é o calor da sua mãe se esvaindo dela, mais e mais não importa o quanto você aperta enquanto lágrimas se misturam com o vermelho se transformando em um mórbido tom de rosa.

( Você se dá arrependimentos.

Porque você deveria saber lutar naquele momento do mesmo jeito que você treinou tanto para fazer e deveria tê-lo feito. Porque você falhou em salvá-la. Porque aquela espada era para você e não para ela. )

iii.

A senhora com quem o seu pai te deixa te dá um novo nome.
Ela te dá um abrigo, uma nova casa. Ela tem uma floricultura, mas agora as flores não te trazem nada a não ser melancolia. Ela te conta histórias de terras distantes e de tempos antigos com uma voz mais fraca do que a da sua mãe, mas tão acolhedora quanto.

A senhora te dá uma nova vida.

Uma nova possibilidade. Ela te ensina a gostar de plantas mais uma vez. Ela te dá afagos na cabeça quando você acerta um nome de uma flor e os cuidados específicos dela. Ela não te faz perguntas quando você acorda no meio da noite com dificuldade na respiração e sussurrando coisas que não fazem sentido. Ao invés disso, ela te faz um chá quente enquanto tenta de alguma forma espantar os fantasmas que ela vê em seus olhos.

( Mas ela nunca consegue. )

iv.

Você se dá uma motivação.

Com 12 anos, você já tem idade suficiente para ser uma aprendiz de ninja e é isso que você quer. Você sabe que a sua mãe se sacrificou para que você continuasse sendo uma criança inocente que vive sob a benção da ignorância, vendendo flores em uma pequena vila cuidando da sua vida de maneira pacata. Você sabe que seu pai não a escondeu em Konoha para que virasse uma ninja em um claro sinal de respeito pelos últimos desejos de sua mãe. Você sabe que isso pode muito bem significar que você está jogando o sacrifício da sua mãe no lixo.

Porém, isso vai além disso. Isso é você tentando evitar que mais episódios como os da sua mãe aconteçam. Isso é para ter certeza que dá próxima vez — mesmo que você espere que não tenha uma próxima vez, mas com o nome que você carrega escondido de todos a sua volta, você sabe que isso é apenas mais um sonho infantil — você não deixará que as pessoas que você quer proteger tenham que se sacrificar por você.
Last Visitors


May 13 2018, 01:26 AM



Comments
No comments posted.
Add Comment

 
Apoio
 photo 01.png




EVENTOS


PROCURADOS


PARCEIROS
 photo 01.png





















Kuroko no Basket rpg




AGRADECIMENTOS

Primeiramente ao Kishimoto, criador da sÉrie. Sem ele o f órum nao teria por que existir.

Queria agradecer a toda Staff das outras boards dessa famália. Aos que me ensinaram a jogar, a administrar.

E queria agradecer por fim a você, sim, você. Aos jogadores, aos players, por terem escolhido a Next entre tantos. Não existe fórum sem vocês.

Obrigado.



Melhor visualizado em Firefox

1152 x 864 ou maior.